Mal o povo se recupera dos gastos das festas de fim de ano e o novo ano já traz com ele os impostos. E para quem possui veículo próprio não dá para fugir do pagamento do IPVA, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

Logo no começo do ano, janeiro, as faturas dão o ar da graça, além do IPVA é necessário efetuar o pagamento do Seguro Obrigatório, o DPVAT, Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres.

SAIBA COMO SIMULAR UM SEGURO AUTOMÓVEL

Muitas pessoas têm muitas dúvidas a respeito do pagamento do IPVA, então vamos esclarecer algumas delas:

– Qual o valor?

O valor do imposto é determinado por alíquota sobre o valor do veículo, o Estado define essa alíquota. No Brasil os valores variam entre 1% e 4% do valor de venda do veículo que é determinado pelo FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).
Para a infelicidade de muitos, Rio de Janeiro e São Paulo são os estados onde o IPVA é mais caro.
O site do DETRAN fornece o valor do seu IPVA, basta digitar o número do RENAVAN (Registro Nacional de Veículo Automotor), informando seu respectivo Estado.

pagamento do IPVA

– Quando pagar?

Cada veículo possui uma data diferente de acordo com o número da placa e Estado de origem. Você pode conseguir um desconto de 3% no Estado de São Paulo se efetuar o pagamento do IPVA a vista em fevereiro, ou você pode optar pelo valor normal, e fazer o parcelamento do IPVA em 3 vezes, sendo a primeira em janeiro. Em outros Estados esse desconto pode chegar até 27%.

– Local de Pagamento do IPVA:

O pagamento pode ser feito nas agências bancárias, caixas eletrônicos e até pela internet. É necessário possuir somente a informação do número do RENAVAN. Além do Ipva, o proprietário deverá efetuar o pagamento do Licenciamento 2019 também, pois só assim ele estará isento de possíveis multas e apreensão do seu veículo.

2019 será um ano que pagar o IPVA está mais deverá ser mais em conta, o valor está 4,2% menor que o ano anterior, devido à queda do preço venal dos automóveis usados.

Itens importantes que devem ser observados nos seguros de carros:

Que o seguro para automóveis se tornou algo indispensável todo mundo já sabe, mas você conhece até onde vai o seu direito quando o assunto é o seguro? Algumas seguradoras têm oferecido serviços que não estão ligados ao automóvel como assistência para eletrodomésticos, veterinário e outros tantos que nem parece algo relacionado a uma seguradora. Tudo para fechar contrato com o cliente, que nem sempre se atenta a coisas mais importantes.

Apesar de diferentes, as vantagens do seguro o tornam mais caro, mas nem por isso as pessoas deixam de lados esses mimos. As coberturas adicionais devem ser adicionadas à apólice de acordo com as necessidades do segurado, mesmo sendo limitadas as taxas adicionais. Para as seguradoras o custo é baixo e oferecê-las se torna um atrativo aos novos clientes, entretanto o que realmente importa é mais custoso, como carro de reserva, serviço de guincho e assistência na estrada.

As vantagens são diferenciais que pesam na escolha, tendo em vista que não há grande diferença entre os valores praticados pelas seguradoras. Na hora da escolha é importante avaliar todos os serviços disponíveis, os custos adicionais e se esses benefícios se adéquam ao seu perfil. Isso porque alguns dos serviços podem ser oferecidos pela operadora de cartão de crédito, por exemplo, ou alguns deles serão usados raramente.

O cliente também deve analisar as condições e as cláusulas que restringem os serviços e vantagens oferecidos. Lembrando que pouco pode ser alterado nos pacotes, que são padronizados, mas se houver flexibilidade a atenção deve ser redobrada. Se não for do seu interesse solicite um plano básico, que oferece as coberturas essenciais para o segurado.

Caso já tenha contratado um seguro releia o contrato, visite o site da seguradora ou busque informações diretamente com ela para saber quais são os benefícios que você pode usar. Muitas vezes ele não sabe, mas pode ter vantagens que estão de acordo com o seu perfil e usá-las pode fazer toda a diferença na hora de renovar o contrato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + treze =